quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009


Café da Manhã do Jaguaretê - é neste domingo!

O café da manhã para angariar fundos para a onça Jaguaretê (foto) se mudar para o seu novo recinto no Centro Brasileiro de Felinos Selvagens da Associação Mata Ciliar será realizado neste domingo, dia 01/03. Se você ainda não comprou seu convite, ainda está em tempo. É só telefonar para (11) 4815 5777 e fazer a reserva.

Veja mais detalhes do evento e sobre a história do Jaguaretê aqui.

Caso você não possa ir ao evento mas queira ajudar na campanha do novo recinto do Jaguaretê e de outros animais mantidos no centro de felinos e no CRAS - Centro de Reabilitação de Animais Silvestres, a Mata Ciliar aceita doações e trabalhos voluntários. Maiores informações podem ser obtidas pelo e-mail comunicacao@mataciliar.org.br.
Parceria para plantio de mudas em Socorro

O projeto “De Olho nos Rios”, que tem patrocínio da Petrobras Ambiental, começa o mês de março com uma série de novas atividades.

A Associação Mata Ciliar foi convidada pela Prefeitura do município de Socorro para conversar sobre uma parceria para plantio de 180 mil mudas de árvores, dentro de um programa de recuperação de áreas a ser realizado na cidade. Os detalhes da parceria estão sendo negociados e a previsão é que a atividade de plantio seja lançada no dia 22 de março, Dia Mundial da Água.

Além disso, o projeto dá continuidade a sua agenda de cursos e eventos:

03/03: Pesquisa com mulheres de comunidades rurais de Pedreira.

05 e 06/03: Curso de derivados de leite, produtores rurais de Pedreira.

08/03: Comemoração do Dia da Mulher, em Pedreira

12 e 17/03: Curso de Turismo Rural, produtores rurais de Monte Alegre do Sul

22/03: Comemoração do Dia Mundial da Água, em Socorro

O que é o projeto “De Olho nos Rios”



O impacto das ações do homem nos animais silvestres

VÍDEO: Esta capivara pôde ser solta de volta na natureza, mas nem todos os animais têm a mesma sorte.


video



A rotina das atividades do Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) da Associação Mata Ciliar demonstra o quanto algumas ações do homem causam impactos negativos na vida de animais silvestres. Alguns são prejudicados e conseguem se recuperar, podendo até ser soltos de volta na natureza. Mas outros não têm tanta sorte e sofrem danos permanentes, que os condenam à vida em cativeiro...

Veja abaixo alguns casos registrados no CRAS da Mata Ciliar nas últimas semanas.

Problemas causados por LIXO…

No dia 17 de fevereiro de 2009, três filhotes de maritacas (Aratinga leucophtalmus) chegaram no CRAS. Os filhotes vieram de Louveira e estavam com uma das patas presas no ninho que era feito de arame, plástico, linha de pipa e barbante. No dia 19 de fevereiro foi necessária a amputação das patas afetadas.




Problemas causados por DESMATAMENTO...

No dia 13 de fevereiro ocorreu a retenção de um veado catingueiro adulto. O animal estava no acostamento da Rodovia Anhanguera e foi capturado pela Policia Ambiental de Jundiaí. Quando chegou apresentava escoriações e estava muito estressado. Felizmente, no dia 17 de fevereiro, depois de tratamento, o animal foi solto na Serra do Japi.


No dia 18 de fevereiro houve a retenção de uma capivara adulta. O animal estava no acostamento da rodovia Anhanguera e foi capturado pela equipe da Autoban, para evitar que fosse atropelado. Após 2 dias na Mata Ciliar, o animal foi solto em uma fazenda em Jundiaí (vídeo acima).

Problemas causados por TRÁFICO DE ANIMAIS...

No dia 14 de fevereiro, houve a retenção de 25 passeriformes. No dia 17, 23 pássaros foram soltos na Serra do Japi.

Não incentive o comércio de animais silvestres e denuncie ações de tráfico e desmatamento!

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009



"De Olho nos Rios" em informativo internacional

O projeto "De Olho nos Rios", realizado pela Associação Mata Ciliar com patrocínio da Petrobras Ambiental, foi destaque esta semana do informativo norte-americano OOSKAnews (edição de 17 de fevereiro).

O OOSKAnews é um informativo eletrônico especializado em recursos hídricos produzido por uma agência americana especializada no assunto. O informativo é distribuído semanalmente para assinantes em mais de 40 países, principalmente representantes de indústrias e formadores de opinião da área de recursos hídricos.

O informativo tem uma edição semanal especial sobre a América Latina e Caribe, onde a matéria do "De Olho nos Rios" foi publicada esta semana.

Para ler a matéria do "De Olho nos Rios" (em inglês) no informativo, clique aqui.

"De Olho nos Rios" é notícia em sites de meio ambiente

No dia 16 de fevereiro, o projeto "De Olho nos Rios" foi notícia em dois importantes sites de meio ambiente brasileiros: o Portal do Meio Ambiente /Rebia - Rede Brasileira de Informação Ambiental e a Agência Envolverde.

Veja as matérias nos sites:













PRODUÇÃO DE DERIVADOS DE LEITE e TURISMO RURAL

O projeto “De Olho nos Rios”, que tem patrocínio da Petrobras Ambiental desde junho de 2007, promoverá mais dois cursos de capacitação para produtores rurais no mês de março.

Nos dias 5 e 6 produtores da cidade de Pedreira terão a chance de aprender sobre a produção de derivados de leite e a idéia de agregação de valor às suas atividades econômicas.

No dia 17 será vez dos produtores rurais da cidade de Monte Alegre do Sul aprenderem sobre Turismo Rural, atividade que já é discutida como mais uma nova alternativa econômica sustentável para a população local.

O “De Olho nos Rios” tem como objetivo colaborar para uma gestão integrada de recursos hídricos nas bacias dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, aliando conservação com resgate cultural, geração de consciência crítica e implantação de novas alternativas econômicas junto à população rural. Veja um release completo sobre o projeto aqui.

Conheça os principais resultados já obtidos pelo projeto:

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Nascem filhotes de jaguatirica e sagüi


A segunda semana de fevereiro foi marcada por nascimentos no Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) e no Centro Brasileiro de Felinos Selvagens da Mata Ciliar.

A jaguatirica Ilha, de oito anos, teve sua quinta cria no dia 8 de fevereiro. Das crias anteriores de Ilha, três filhotes sobreviveram: Malheado (3 anos), Piá (5 anos) e Guria (5 anos). O pai desta e da penúltima cria é o macho Foz, também de oito anos.

Mãe e filhote passam bem e estão sozinhos no recinto. Foz foi transferido para outro recinto para evitar incidentes de predação do filhote. Dois dias depois do nascimento do filhote da jaguatirica, uma sagüi de tufo branco deu à luz a um saguizinho no CRAS.

O casal de sagüis chegou no dia 22 de janeiro e a mãe já estava prenhe. A mãe é sagui de tufo branco (Calithrix jacchus) e o pai é sagui-de-tufo-preto (Calithrix penicilatta). Ou seja, o filhote é híbrido.

Além da mistura de espécies, os animais foram encontrados na casa de uma mulher e foram domesticados. O filhote é de uma espécie que não existiria se os animais estivessem livres, pois na natureza eles nunca formariam um casal por ocorrerem em regiões diferentes. A conclusão é que os três animais ficarão em cativeiro para o resto da vida...

O caso desses sagüis reforça, mais uma vez, que animal silvestre não é pet. Lugar de animal silvestre é na natureza!


DENUNCIE O TRÁFICO DE ANIMAIS SILVESTRES

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Inaugurado Laboratório de Ecologia

No dia 6 de fevereiro, o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres da Associação Mata Ciliar ganhou um Laboratório de Ecologia. O novo laboratório foi inaugurado com a presença de toda a equipe da ONG e seu principal objetivo é complementar o trabalho de conservação desenvolvido com animais de vida livre.

No laboratório serão feitas atividades como microscopia de pêlos, triagem de fezes, análise de dados coletados no campo com armadilhas fotográficas, entre outras. O objetivo é sempre aprimorar os conhecimentos sobre a biologia dos animais na natureza para que possamos agir, de forma integrada, para a conservação das espécies.

Filhotes de jaguatiricas a caminho

No dia 4 de fevereiro, Ilha, Amora e Indaiá, três fêmeas de jaguatiricas (Leopardus pardalis) que vivem no Centro Brasileiro de Felinos Selvagens, foram anestesiadas para avaliação clínica e a prenhez de duas delas foi confirmada. Foi possível diagnosticar que Ilha está no terço final de gestação e que Amora está no terço inicial.

A Associação Mata Ciliar irá monitorar as futuras mamães até, pelo menos, um mês após o nascimento dos filhotes. O acompanhamento da gravidez e nascimento é uma oportunidade para estudar comportamento materno, cuidados com filhotes, fisiologia reprodutiva, entre outras questões que colaboram para o aprimoramento dos trabalhos de conservação de espécies selvagens na natureza.

O monitoramento das jaguatiricas prenhas deverá ser acompanhado por um grupo de estudantes da escola de veterinária da Unisa (Universidade de Santo Amaro), com a qual a ONG tem uma parceria. Este intercâmbio de estudantes no manejo dos animais vai ao encontro de um dos objetivos da Mata, que é o de contribuir para pesquisa e treinamento de estudantes e jovens profissionais.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Fotos do curso de derivados de leite, realizado nos dias 29 e 30/01/2009 para produtores rurais da cidade de Lindóia (SP)


Foram 20 participantes, que vivenciaram etapas de produção através das práticas de manuseio do leite e confecção dos seus derivados.

O objetivo do curso foi demonstrar novas viabilidades econômicas com a idéia de agregação de valor à produção tradicional – além do produto principal, o produtor pode explorar alternativas que têm uma boa entrada no mercado.

Realização: Associação Mata Ciliar (Petrobras Ambiental) e CATI regional de Bragança Paulista


Desenvolvimento de Turismo Rural em Monte Alegre do Sul

No dia 28 de janeiro, o projeto “De Olhos nos Rios” promoveu uma reunião no município de Monte Alegre do Sul (SP) para discutir propostas de atividades de desenvolvimento comunitário baseadas no Turismo Rural.

A reunião foi dirigida aos proprietários da comunidade do bairro rural do Braizinho e contou com a participação de representantes da Associação Mata Ciliar e da CATI dos municípios de Amparo e Monte Alegre do Sul e com a presença do vice-prefeito da cidade.

O Turismo Rural é uma atividade desenvolvida no campo comprometida com a produção rural. Pode ser uma boa fonte alternativa de renda para os envolvidos, agregando valor aos seus produtos e encorajando as pessoas do campo a permanecerem em suas propriedades (diminuindo o êxodo rural crescente dos últimos anos). Por isso, além de gerar uma fonte de renda extra, o Turismo Rural resgata a cultura da comunidade e protege o patrimônio natural local.

As atividades em Monte Alegre do Sul serão realizadas inicialmente pelos proprietários de pousadas e hotéis da região. Estes empreendedores realizarão uma visita aos locais de “produção” para conhecimento e divulgação futura em seus estabelecimentos das propriedades que podem ser visitadas e seus respectivos produtos.

Ficou acordado que os proprietários rurais que tiverem interesse nas atividades de Turismo Rural receberão cursos ministrados por profissionais da área de turismo a serem oferecidos pelas entidades envolvidas no projeto. O objetivo será o aperfeiçoamento no atendimento aos futuros clientes/turistas.

O projeto “De Olho nos Rios” visa contribuir para a conservação e proteção dos mananciais de abastecimento formadores das bacias dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí. Para tal, promove ações de gestão integrada desses recursos hídricos junto à população rural de 19 municípios da região. Todas as ações previstas no projeto têm como objetivo o resgate cultural, a independência e geração de consciência crítica do público envolvido e a geração de emprego e renda através da implantação de alternativas econômicas junto à população rural.