quarta-feira, 17 de novembro de 2010

SOS Galo de Rinha

Animal ferido durante rinha de galos apresentando amputação de bico, inchaço e ferimentos na face.

Após uma denuncia ocorrida no final de semana, a Guarda Municipal de Cajamar apreendeu 7 galos que estavam sendo utilizados em rinhas. Esse tipo de atividade além de ser proibido no Brasil, desde 1934 pelo Decreto Federal 24.645, é um ato de extrema crueldade contra animais, pois permite que muitos deles lutem até a morte.

Um dos galos apreendidos veio a óbito no final de semana e pelo fato dos demais também apresentarem muitos ferimentos, a Guarda Municipal de Cajamar entrou em contato com a Associação.

Diante desta situação a Mata Ciliar não negou atendimento médico veterinário, porém não tem condições de permanecer com esses animais pela falta de espaço físico e impossibilidade de abrigar animais domésticos. Por esse motivo, a Associação Mata Ciliar gostaria de apelar para todos os padrinhos do programa “Adote um Animal” e para todos que nos seguem no blog, twitter, facebook ou orkut, para que nos ajudem a encontrar um lar para esses animais. É importante lembrar que os galos não poderão conviver com outros machos da espécie, pois foram treinados para lutar.

Caso não possam permanecer com um desses animais, por favor encaminhem essas notícia para um amigo, para que consigamos um lar para esses animais que já sofreram tanto.

Contatem-nos: e-mail: comunicacao@mataciliar.org.br ou pelo tel.: (11) 4815-5777.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Uma visita enriquecedora! - “The Shape of Enrichment” visita a AMC

Cristiane Pizzuto (Shape Brasil); Valerie Hare (co-fundadora do “The Shape of Enrichment”); Stephen Veen (“The Aspinall Foundation” - Lympne, Inglaterra); Marília Giorgete (Bióloga da AMC); Maria Boland (Estagiária da AMC e aluna da Marywood University – Scrantan, Pensilvânia – EUA); Robynn Ingle Moller (Zoológico de Pretória – África do Sul); Manuela Gonçalves (doutoranda da Universidade de São Paulo – USP); Alex P. Terry (estagiário da AM C e aluno da Fort Lewis College – Durango, Colorado – EUA); Mariana Tadoni (Médica Veterinária da AMC).


Nos dias 22, 23 e 24 de outubro a Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo – USP, sediou a II Conferência Brasileira de Enriquecimento Ambiental.

Aproveitando a visita ao Brasil, alguns palestrantes e profissionais da área visitaram a Associação Mata Ciliar no último dia 26. Estiveram presentes: Valerie Hare, co-fundadora do “The Shape of Enrichment”; Robynn Ingle Moller, do Zoológico de Pretória na África do Sul; Stephen Veen do “The Aspinall Foundation” - Lympne, Inglaterra; Cristiane Pizzutto, do "The Shape of Enrichment" Brasil; Manuela Gonçalves, doutoranda da Universidade de São Paulo – USP; Andrea Moraes Prado e Michelle Ferreira do Zoológico de Paulínea.

Os visitantes foram recepcionados com um almoço e em seguida conheceram os animais mantidos na AMC e também os projetos aqui desenvolvidos. Os felinos Tchê (Leopardus pardalis) e Curió (Puma concolor) foram presenteados com novos “brinquedos”: bolas resistentes repletas de água. Ambos adoraram o presente e interagiram bastante com os mesmos. A ideia é utilizar este tipo de enriquecimento com todos os outros animais da AMC.

O “The Shape of Enrichment”, foi fundado em 1991 com o intuito de incentivar o uso de enriquecimento ambiental em animais mantidos em cativeiro, para melhorar a sua qualidade de vida. O “The Shape of Enrichment”, possui vária atividades em diversos países, daí a importância de sua visita. Por isso, a AMC agradece a presença de todos e a troca de experiências. Os animais também agradecem esta atenção especial recebida!

O Mundo dos Desenhos na AMC

Bobby Chiu (criador dos personagens do longa de Tim Burton, Alice no País das Maravilhas), Dan Goldman (Red Light Properties), Mariana Tadoni (Médica Veterinaria da AMC), Jairo Pereira (Biólogo da AMC), Marcos A. dos Santos (Tratador dos felinos da AMC), Jason Manley (Presidente da Massive Black Inc.), Kei Acedera (criadora dos personagens do longa de Tim Burton, Alice no País das Maravilhas), Cristina Adania (Coordenadora de Fauna da AMC), Margareth C. Iazzetti Santos (Médica Veterinária da AMC) e Eduardo S. Janiszewski (diretor de marketing da Revista Zupi).

No dia 20 de outubro, estiveram na Associação Mata Ciliar os desenhistas Bobby Chiu e Kei Acedera, criadores dos personagens do longa de Tim Burton, Alice no País das Maravilhas; Dan Goldman, da Red Light Properties; Jason Manley, presidente da Massive Black Inc. e Eduardo S. Janiszewski, diretor de marketing da Revista Zupi.

Essas celebridades do mundo dos desenhos estiveram presentes na feira internacional Pixel Show, um evento que já está em sua 6ª edição e é organizado anualmente pela editora Zupi, enfocando design, arte, fotografia, ilustração, arte de rua, moda e cinema.

Interessados em conhecer os trabalhos desenvolvidos com recuperação e reabilitação de animais silvestres, sua principal fonte de inspiração, pudemos apresentar os projetos aqui desenvolvidos e a complexidade em atuar de forma efetiva em programas de conservação ambiental.

Ficamos muito honrados em recebê-los e esperamos que possam visitar-nos novamente!

Da AMC, nossos ilustres visitantes se dirigiram para o Projeto Mucky que desenvolve um trabalho com conservação de primatas.

Um Agradecimento Especial - Reabertura do Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) – Jundiaí/SP


Durante 12 anos, o CRAS (Centro de reabilitação de Animais Silvestres) atendeu mais de 5.000 animais, sendo que cerca de 40% puderam ser reabilitados e voltaram à vida livre, 25% tiveram que permanecer em cativeiro e 35% vieram à óbito, pois, muitos já chegam em estado bastante crítico. Em novembro de 2009, o CRAS precisou fechar as portas por dificuldades financeiras e pela falta de estrutura física, recebendo apenas os animais que realmente necessitavam de cuidados médicos veterinários e os que chegavam filhotes.

Contudo, na semana em que comemoramos o dia internacional dos animais (4 de outubro), o CRAS retomou suas atividades graças à ajuda de muitas pessoas e parcerias. Por esse motivo, a Associação Mata Ciliar vem agradecer, de maneira muito especial:

Aos padrinhos e madrinhas participantes do programa “Adote um Animal” que nos auxiliaram com a compra de medicações e alimentos;

Aos voluntários Samuel Nunes, Marcos Hernades, Marisa Pereira, Jéssica Mazzetti, Bianca Baro, Gabrielle Pacheco, Thaís Brisque, Marcelino do Amaral, Luiz Baqueiro e Juliana de Paula que colaboraram, não apenas com a sua dedicação aos animais, mas também, através da constante motivação pelo convívio diário;

Às empresas parceiras: Tetra Pak®, EcoAct® e Sr.Sam®, que contribuiram com nossos projetos; e às empresas Guardiãs da Mata: Rápido 900, Transportadora Gaino e Brasilata que contribuíram com recursos financeiros para as despesas com os tratadores.

Acreditamos que hoje, o CRAS/Jundiaí, poderá continuar a cumprir com o seu objetivo no recebimento, reabilitação e soltura da fauna silvestre, além de também, cumprir um importante papel no treinamento de estagiários e pesquisa para a conservação.

Muito Obrigado a Todos!

Equipe da Mata Ciliar


quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Um final feliz... pelo menos, por enquanto...


Mais um animal vítima de atropelamento na região, sofrendo uma fratura completa do membro anterior (rádio-ulna). Foi socorrido pela equipe do Zoológico de Campinas dentre eles o médico veterinário Dr. Paulo Anselmo e a zoóloga Dra. Eliana Ferraz, e após 6 meses de tratamento e sua plena recuperação, foi possível retorná-la à vida livre.

A equipe da Associação Mata Ciliar está monitorando a loba guará através da radiotelemetria e após um mês de sua soltura, ela ainda permanece dentro de um raio de 5 km do local de soltura. Mas ainda é cedo para conclusões, novos desafios deverão surgir até que ela estabeleça seu território definitivamente.

Gostaríamos de fazer um agradecimento especial à Transportadora Gaino e ao Capitão Marcelo Robis e Capitão Ferreira Filho da Polícia Ambiental de São Paulo, sem os quais não seria possível vencer todas as etapas que viabilizaram a soltura do animal. Agradecemos também à Tetra Pak que nos forneceu o equipamento de telemetria.

Manteremos vocês informados sobre a história da loba guará, que por enquanto teve um final feliz!

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

I Seminário Internacional sobre Fauna Silvestre - WSPA


Promoção: WSPA Apoio: Associação Mata Ciliar, Projeto Mucky, R3 Animal, SOS Fauna, Pró Animal, Proteção aos Grande Primatas (GAP), Associação Amigos do Peixe-Boi (AMPA), CONVIDAS, Tetra Pak, Prefeitura de Jundiaí e DAE


No dia 11 de setembro de 2010, no Parque da Cidade de Jundiaí, ocorreu o I Seminário Internacional de Fauna Silvestre, promovido pela WSPA e em parceria com suas ONGs afiliadas que trabalham com animais silvestres, dentre elas a Associação Mata Ciliar.

A abertura do evento contou com a participação do prefeito da cidade de Jundiaí, Miguel Haddad, e diversas outras autoridades, dentre elas, o diretor da WSPA, Antonio Augusto Silva; o presidente da Câmara Municipal de Jundiaí, José Galvão Braga Campos (vereador Tico); o Capitão Marcelo Robis da Polícia Ambiental do Estado de São Paulo e o diretor-presidente do DAE, Wilson Roberto Engholm. Também participou do evento o vereador Leandro Palmarini, da cidade de Jundiaí.

Os temas abordados envolveram as áreas de bem estar e etologia animal, enriquecimento ambiental, programas de reabilitação e soltura e comércio de animais silvestres, tendo sido ministrados por profissionais competentes como a Dra. Anabela Pinto da Universidade de Cambridge, Dra. Angela Branco da Pró-Animal, Elizabeth Mac Gregor da WSPA, Iris Mazurek da WSPA Internacional (Londres), Dra. Vanessa Kanaan da UFSC, Paulo Anselmo da Sociedade Paulista de Zoológicos, Dra. Cristiane Pizzuto da Shape of Enrichment do Brasil, Dra. Cristiane Kolesnikovas da R3 Animal, Lorena Kempff da Fundação Noel Kempff da Bolívia e Dra. Cynthia Cipreste do Zoo-BH, além de autoridades do IBAMA-DF, Sr. Roberto Cabral; Polícia Federal, Carlos Eduardo Tavares da Costa; Guarda Municipal de Jundiaí, Inspetor Paulo Soares; e Promotoria Pública do Distrito Federal, Katia Lemos.

Os especialistas chamaram a atenção do público ao fato de que o comércio de animais silvestres gera sérios problemas físicos e psicológicos aos animais, normalmente desconhecidos pela população. Preocupada em reverter esse quadro, a WSPA lançou a campanha “Silvestre Não é PET” com a exibição de um documentário que foi distribuído para as entidades afiliadas presentes, a fim de que estas, possam utilizá-lo em trabalhos com educação ambiental em suas cidades.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Recém chegados


Nos dias 14 e 24 de agosto, a AMC recebeu dois exemplares machos de gatos do mato pequeno (Leopardus tigrinus), de aproximadamente três meses de idade. O primeiro, apelidado de Willykit, foi encontrado por moradores de Jordanésia, interior de São Paulo, em um campo de futebol. O filhote foi entregue à Guarda Municipal de Jundiaí e encaminhado diretamente à AMC. Já o segundo filhote, apelidado de Willykat, foi encontrado em uma fazenda pela Guarda Municipal de Campinas.

Os dois filhotes, apesar de não serem irmãos, foram alojados juntos e estão muito bem! Brincam muito entre si, o que facilita a sua adaptação em cativeiro, pois não sentem tanta falta dos cuidados maternos e, ao mesmo tempo, porque ocorre um despreendimento maior dos cuidados humanos e os animais não perdem a sua identidade.



No dia 18 de setembro, a AMC recebeu um exemplar fêmea de cachorro do mato (
Cerdocyon thous) com aproximadamente um mês de idade.

O filhote foi encontrado muito debilitado por moradores da cidade de Louveira, próximo a um foco de incêndio. Após passar por procedimentos em um clinica da cidade, foi trazido à AMC apresentando lesões de queimaduras no nariz e pavilhão auditivo, havendo perda de tecido deste último, conforme mostra a foto acima.


O animal, apelidado de Sofia, encontra-se em ótimo estado e agora começa o início da sua adaptação com o objetivo de se despreender, pouco a pouco, dos cuidados diretos do ser humano. Para tanto, precisará de um espaço maior e dos cuidados dos voluntários e padrinhos no programa de enriquecimento.



quinta-feira, 22 de julho de 2010

Crianças do Projeto "Crianças e Jovens que Brilham" visitam a AMC.





Nessa semana está sendo realizado em Jundiaí, o 1º Maxi Shopping Tenis Future, torneio organizado pela BeSports que trouxe para a região esse campeonato de grande representatividade no cenário internacional de Tênis.

A Associação Mata Ciliar entrou em parceira com a BeSports nessa iniciativa, apresentando seu trabalho durante os dias de evento no Tênis Clube de Jundiaí e também recebendo as crianças do Projeto “Crianças e Jovens que Brilham”, que oferece oportunidade para crianças da região praticarem tênis, cerca de 20 crianças participaram da ação.

Durante o passeio, as crianças conheceram os animais que vivem hoje no criadouro da AMC e ao final, realizaram o plantio de algumas mudas na área que foi queimada na última semana.

terça-feira, 20 de julho de 2010

Incêndio criminoso atinge área da Associação Mata Ciliar.




Fotos: Elizabete Pacheco

Na segunda-feira da semana passada, dia 12 de julho, a Unidade de Jundiaí da Associação Mata Ciliar foi atingida por uma grande queimada que se iniciou próxima a Avenida Emilio Antonon e, com a força dos ventos, se propagou rapidamente para uma área de 100.000m2.

O fogo seguiu em direção aos recintos dos animais, mas foi controlado com a ajuda de uma guarnição do Corpo de Bombeiros e da Guarda Municipal. Graças ao trabalho conjunto dessas instituições, da equipe da AMC e de voluntários, os animais não sofreram nenhum dano, porém, o fogo se alastrou também na área reflorestada e acabou por consumir aproximadamente 4.000 mudas de árvores. Foram necessárias mais de quatro horas para que o fogo fosse completamente controlado, deixando para trás um rastro de cinzas.

Essa época do ano é sempre marcada pelas queimadas ocasionadas, principalmente, pelo acúmulo de lixo e pela queda de balões em áreas com vegetação seca. Colocar fogo em qualquer mata, assim como soltar balões, é crime previsto por lei.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Ajude as vítimas do tráfico, Adote um Animal da Mata Ciliar


No último dia 30 de junho a Polícia Federal e o Ibama deflagaram uma mega operação em 3 estados brasileiros que desmantelou uma grande quadrilha de traficantes internacionais de animais silvestres. Cerca de 7 mil animais foram apreendidos (veja aqui a matéria completa).


O tráfico de animais silvestres é o terceiro maior em movimento de dinheiro, perdendo apenas para o de drogas e o de armas. No Brasil, esta atividade ilegal deixa inúmeras vítimas e o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres da Associação Mata Ciliar - CRAS é um dos centros abertos a receber e tratar desses animais que são retirados de seu habitat. O CRAS funciona com recursos próprios e depende da ajuda de pessoas como você para manter o tratamento dos animais. Adote um Animal da Mata Ciliar e ajude, entre outros, aqueles que são vítimas do tráfico. Clique aqui para adotar um animal.

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Deputado Tripoli - Mudanças no Código Florestal podem ser desastrosas para a biodiversidade

Em visita à sede da ONG Associação Mata Ciliar, onde fica o Centro Brasileiro de Felinos Selvagens, em Jundiaí, o Deputado Federal Ricardo Tripoli (PSDB) voltou a alertar sobre o perigo das mudanças que o Código Florestal pode sofrer, se o relatório do deputado Aldo Rebelo for aprovado na Comissão Especial que discute o tema, na Câmara dos Deputados, em Brasília. O deputado acompanhou o manejo de mais uma suçuarana resgatada pela equipe da Mata Ciliar, que vem presenciando esses belos e ameaçados felinos perdendo aceleradamente seu habitat, devido ao avanço desenfreado da urbanização na região. Os procedimentos foram realizados pela médica veterinária Dra. Cristina Harumi, especialista em felinos selvagens, e pelo Dr. Paulo Anselmo, do Zôo de Campinas, que avaliaram as condições da suçuarana e também colocaram no pescoço do animal um rádio-colar que vai permitir o acompanhamento depois da soltura.





Em plena Serra do Japi, onde fica o Centro de Felinos da ONG Mata Ciliar, felinos selvagens estão altamente ameaçados e pressionados, sobretudo pelo crescimento dos condomínios, a maior parte deles cercada por grandes muros. E se o Código Florestal, que ainda protege minimamente as matas remanescentes, as nascentes, os morros, for modificado como pretende a banca ruralista da Câmara dos Deputados, a devastação tende a piorar, atingindo fortemente os animais silvestres.







Bastante emocionado, após assistir o manejo da suçuarana, o deputado afirmou: “O relatório do deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP) põe a perder todas as conquistas relacionadas à biodiversidade brasileira. O parecer apresentado na Comissão Especial que discute o tema representa um retrocesso imenso na proteção ambiental. O texto é muito ruim, retrógrado e ultrapassado. É um tiro no pé, um tremendo equívoco. É preocupante a possibilidade de retrocesso na legislação ambiental. Se for aprovado como está, a destruição das nossas florestas poderá se agravar e espécies fundamentais como esta poderão entrar em acelerado processo de extinção”.


Dra. Cristina revelou que nos últimos três anos, houve uma explosão no número de silvestres atingidos pelo avanço da cidade, por desmatamentos, atropelamentos, queimadas, capturas indevidas. As onças são animais topo de cadeia alimentar. A presença delas em um ambiente mostra o bom nível de preservação, mas quando estes animais começam a aparecer no meio de estradas, perdidos, desorientados, em casas, quintais, árvores, alguma coisa vai muito mal. A suçuarana que ganhou o rádio colar foi resgatada pela equipe chefiada pela Dra. Cristina em cima de uma goiabeira, num quintal, cercada por cães bravios. O animal estava absolutamente estressado; foi anestesiado e levado para a sede da Mata Ciliar, na noite de 4 de junho, véspera do Dia Mundial do Meio Ambiente. Depois, no dia 12 de junho de 2010, ganhou o rádio-colar. Agora, está se recuperando e aguardando a ordem de soltura, do Ibama.





O equipamento que vai permitir conhecer um pouco mais do comportamento desse animal em uma região tão próxima a uma grande cidade, foi doado pela empresa Tetra Pak, que colabora com a Mata Ciliar na construção de recintos e fornecimento de abrigos construídos com embalagens recicladas – uma experiência de sucesso para os recintos de felinos silvestres mantidos na ONG. Em um ano, cinco suçuaranas foram capturadas na região de Campinas/Jundiaí, três delas pela equipe da Mata Ciliar.





O deputado Tripoli alertou para a importância da sociedade brasileira rechaçar a aprovação do desastroso relatório de Aldo Rebelo. E explicou detalhes que podem incentivar a destruição ambiental no País: “esse documento traz modificações em alguns pontos polêmicos da lei, como a soma da Área de Proteção Permanente ao corpo da reserva legal, a consolidação de áreas de produção e o prazo de cinco anos para que o zoneamento econômico e ecológico possa cumprir o papel de definir técnica e cientificamente os passos para se realizar os licenciamentos”, afirma.

“O texto prevê, ainda, outros afrouxamentos à lei ambiental como o alívio dos compromissos ambientais e o não estabelecimento de limites para o plantio do eucalipto, responsável pelo desmatamento de imensas áreas da Mata Atlântica”, frisa Ricardo Tripoli. “Entre as demais propostas apresentadas por Aldo, estão o estreitamento da mata ciliar que protege os cursos d'água e a anistia de culturas cultivadas em topos de morros, terrenos mais inclinados e encostas. Isso se configura num tremendo absurdo! Vamos trabalhar para evitar que o Brasil perca o grande patrimônio nacional que são as nossas florestas e demais biomas”, conclama o deputado ambientalista.

Visite o site do Deputado Ricardo Tripoli (PSDB):

http://www.tripoli.com.br/

Faça parte da Política do Bem:

www.rede.tripoli.com.br

Acompanhe Tripoli no Twitter:

www.twitter.com/ricardotripoli

Escreva para o Deputado Ricardo Tripoli (PSDB):

deputadofederal@tripoli.com.br

(Texto: Regina Macedo , jornalista ambiental)

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Palestra para alunos de Gestão Ambiental

No dia 28 de maio a AMC ministrou uma palestra na UNIFIA em Amparo para alunos do curso de Gestão Ambiental.

Com o tema Urbanismo X Animais Silvestres, os participantes puderam discutir a questão da ocupação desordenada da Bacia do Rio Piracicaba e suas implicações e impactos sobre a fauna silvestre da região.

Os alunos puderam também conhecer um pouco dos trabalhos realizados pela AMC, especialmente no Centro de Reabilitação de Animais Silvestres e no Centro Brasileiro para Manejo e Conservação de Felinos Neotropicais situados em Jundiaí.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Campanha do Mês do Meio Ambiente


Recompense a natureza ajudando os projetos ambientais e o trabalho com os animais silvestres da Associação Mata Ciliar


http://www.mataciliar.org.br/como_ajudar2.htm


No dia 5 de junho se comemora em todo o mundo o Dia Internacional do Meio Ambiente. E a Associação Mata Ciliar aproveita para lembrar o quanto é importante o suporte e apoio de todos para a manutenção de seus projetos ambientais e de seu trabalho de reabilitação de animais silvestres brasileiros.

Adote um Animal

A lobo guará Ísis, a onça parda Bem-Te-Vi e o bugio Gardenal são alguns dos animais que podem ser apadrinhados por apenas R$ 20 por mês. A verba é revertida para a manutenção do Centro de Reabilitação de Animais Silvestres – CRAS e o padrinho poderá conhecer e acompanhar o dia-a-dia de seus afilhados.

Doações

É possível fazer uma doação de qualquer valor on line, com toda a praticidade e segurança.

Não fique indiferente no mês do meio ambiente e escolha uma forma de ajudar os projetos da Associação Mata Ciliar. A natureza e os animais agradecem!

Mais informações sobre os trabalhos da Mata Ciliar:

www.mataciliar.org.br

www.noticiasdamata.blogspot.com

www.twitter.com/mataciliar


quinta-feira, 10 de junho de 2010

Mais uma Onça, Mais uma Aviso






Na última sexta feira, dia 4 de junho, por volta das 2 horas da tarde, recebemos na Associação Mata Ciliar uma ligação do Corpo de Bombeiros, e para nossa surpresa, mais um avistamento de Onça parda em nossa região.

Desta vez o animal estava acuado em cima de uma goiabeira pelos cães de uma chácara no Bairro dos Fernandes, localizado a pouco mais de quinze minutos da nossa unidade de Jundiaí. Os técnicos da AMC se dirigiram à chácara e iniciou-se o processo de captura do animal.

Logo que a equipe avistou o animal, as suspeitas iniciais de que se tratava de um filhote foram deixadas de lado, constatando-se um macho adulto de onça parda. Com a ajuda da Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros, foram disparados dois dardos na direção do animal, porém sem sucesso. Com o susto da segunda tentativa, com os latidos dos cães e com a grande concentração de curiosos o animal desceu da árvore e rapidamente se escondeu dentro de uma casinha de cachorro.

Já com o animal dentro da casinha e com dardos a gás a disposição, mais um disparo foi realizado, o qual foi bem sucedido. Após aproximadamente 12 minutos o animal já se encontrava sedado e pronto para ser retirado do local, e após uma rápida avaliação física foi transportado com segurança.

Na chegada à Associação Mata Ciliar, o hóspede foi transferido para um espaço de isolamento e 10 minutos depois o animal já havia acordado em seu novo, porém provisório, ambiente, onde permanece em observação. A equipe da AMC acredita que em breve já será possível realizar a soltura do animal em uma localidade ainda a ser definida.

Ainda é importante que se estimule uma reflexão sobre a maneira como nossa sociedade vem invadindo o espaço dos animais, os deixando cada vez mais cercados em pequenos fragmentos de mata localizados em regiões extremamente urbanizadas.Fica claro que nossa ambição em crescer e em se desenvolver vai além das nossas preocupações em preservar o pouco que ainda temos ao nosso redor.

Para nós da Associação Mata Ciliar, não é normal que em um ano tenhamos registrado onze aparições de onças na nossa região, sendo que três delas precisaram ser capturadas, dessa maneira podemos afirmar que esse caso registrado na última semana, é muito mais do que a captura de uma onça, é um aviso sobre como tratamos o ambiente em que vivemos.

terça-feira, 8 de junho de 2010

Estágios deferidos para Julho de 2010

Segue abaixo os nomes dos estagiários aceitos para o mês de julho na reabertura do programa de estágios da AMC:

- Alexandra Donato
- Ênio Contini
- Liliane Barreiro
- Renata Galleti Tavarez
- Tathiana Sanches

Qualquer dúvida pode ser sanada através do: estagio@mataciliar.org.br

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Viva a Mata 2010 - Associação Mata Ciliar participa com exposição



Entre os dias 21 e 23 de Maio ocorreu no Parque do Ibirapuera em São Paulo, mais uma edição do Viva a Mata organizado pela S.O.S. Mata Atlântica. O evento reuniu entidades de todo o Brasil que trabalham, de diferentes maneiras, na conservação dos recursos naturais.

Os estandes foram temáticos e divididos da seguinte maneira: Educação Ambiental, Amigos da Mata, Costa Atlântica, Fauna e Flora da Mata Atlântica, Água, Reservas Particulares, Restauração Florestal, Centro de Experimentos Florestais, Reciclagem, Produtos sustentáveis, Conservação Regional e Empresas e Mata Atlântica.

A AMC expôs o seu trabalho no estande de Fauna e Flora da Mata Atlântica ao lado de outras insituições de representatividade nacional, como por exemplo o Projeto Mucky que atua na conservação de primatas brasileiros. O material levado pela equipe da Mata Ciliar chamou muito a atenção dos visitantes que se interessavam em conhecer mais sobre o trabalho da Associação e sobre a extensão desse trabalho na região.

Durante o evento, várias manifestações foram organizadas, dentre as quais, o tema principal foi a crítica às políticas ambientais e à falta do cuidado público na conservação dos fragmentos que ainda restam de Mata Atlântica.

terça-feira, 1 de junho de 2010

AMC recebe novo gato mourisco em seu Centro para Conservação de Felinos Neotropicais.



Na última semana, a AMC recebeu mais um exemplar de Gato Mourisco. O animal foi trazido até o nosso centro após denúncias de que ele vinha sendo tratado como gato doméstico em uma residência no interior de São Paulo.



O animal é de uma morfologia diferenciada dos outros indivíduos da espécie, haja visto sua coloração dourada, o que o faz ainda mais importante para programas de conservação.



O gato mourisco, apelidado de Guaraná pela nossa equipe, é um filhote de aproximadamente 4 meses e já se encontra devidamente instalado em um recinto do nosso Centro para Conservação de Felinos Neotropicais.

Crianças da Fundação Antonio-Antonieta Cintra Gordinho visitam a Associação Mata Ciliar.




As crianças atendidas pela fundação Antonio-Antonieta Cintra Gordinho participaram nas últimas semanas de atividades desenvolvidas na AMC. Para atender um maior número de crianças, as visitas foram marcadas em três dias diferentes, totalizando assim mais de 80 crianças.



A equipe da AMC iniciou as atividades através de uma palestra sobre lixo e reciclagem na qual foi explicado aos alunos como, todos os dias, produzimos uma quantidade enorme de lixo e como podemos minimizar os efeitos dessa produção.



Após a palestra os alunos visitaram o viveiro de mudas nativas da Unidade de Jundiaí e ouviram uma breve explicação sobre os projetos de plantio que a AMC desenvolve e sobre as espécies que cultivamos.



Para encerrar a visita, as crianças foram conhecer o nosso criadouro, em uma visita monitorada pela nossa equipe, na qual os alunos tiveram a oportunidade de conhecer alguns animais e suas histórias.



A Fundação Antonio-Antonieta Cintra Gordinho foi fundada em 1957 e durantes seus anos de trabalho, esteve sempre dedicada a formar cidadãos. Através de projetos educacionais voltados à formação básica e técnica dos alunos, hoje, a fundação atende por ano, mais de 2000 pessoas em seus diversos projetos.

terça-feira, 4 de maio de 2010

Associação Mata Ciliar apresenta seu trabalho no Parque da Cidade.







O dia 1 de maio, Dia do Trabalho, foi comemorado no último sábado e a AMC participou das atividades realizadas no Parque da Cidade, em Jundiaí, que duraram até o domingo dia 2.




Nos dois dias de evento, a AMC esteve com um estande montado próximo a pista de caminhada, para que os freqüentadores do parque tivessem acesso ao material levado pela nossa equipe que contava com uma coleção de sementes de árvores nativas de Mata Atlântica, ossos de animais selvagens encontrados na região, algumas pegadas registradas através de armadilhas colocadas na Serra do Japi, um insetário com aproximadamente oitenta exemplares, entre outros materiais.




Durante os dois dias de evento, o estande da AMC foi visitado por mais de 700 pessoas, todas muito interessadas em conhecer os projetos que desenvolvemos em Jundiaí e região, trazendo a população para mais perto da ONG.




Gostaríamos de agradecer a administração do Parque da Cidade por ter nos cedido o espaço e a estrutura para a apresentação do nosso trabalho.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Jaguatiricas sobre quatro rodas

Por Thiago Cabral , Médico Veterinário da Associação Mata Ciliar.


Macho de Jaguaritica em seu recinto da AMC.





Fêmea dentro da caixa de abrigo já em seu recinto na AMC.

Jundiaí, cinco horas da manhã, céu nublado e duas caixas de transporte no porta-malas de um carro. Um dia de trabalho diferente para a AMC. Partiram de Jundiaí, o médico veterinário Thiago Cabral e o biólogo Jairo Pereira, com destino ao Refúgio Biológico Bela Vista da Itaipu Binacional em Foz do Iguaçu/PR. O motivo: trazer para a AMC um casal de jaguatiricas para seu novo lar, o Centro Brasileiro para Conservação de Felinos Neotropicais. Debaixo de muita chuva, com a agenda apertada, mas com muita motivação, os técnicos colocaram pé na estrada para percorrer mais de 1000 km com destino a uma das fronteiras do Brasil.

Após um dia inteiro de viagem, uma merecida noite de sono e com as energias renovadas, os técnicos levantaram cedo, pois não poderiam perder a oportunidade de visitar as Cataratas do Iguaçu e também, registrar o momento num dos mais belos Patrimônios da Humanidade

De volta ao trabalho, dirigiram-se para o Refúgio Biológico onde foram recepcionados pelo biólogo Marcos de Oliveira que já de prontidão, tinha tudo preparado para o transporte. Com os gatos no carro e a guia de transporte nas mãos, os técnicos seguiram para mais um dia de estrada e novamente, sob fortes chuvas.

De volta a AMC, as jaguatiricas batizadas de Tereré e Chimarrão são recepcionadas por toda a equipe que conferiram os cuidados, alimentação e abrigo em seus recintos. Mas os novos hóspedes de Jundiaí têm suas diárias contadas, em breve, o casal deverá embarcar para os EUA, pois já estão designados a um programa internacional de conservação para sua espécie: o Consórcio para Conservação da Jaguatirica, uma parceria entre a AMC e a AZA (Association of Zoos and Aquariums), através de 10 zoológicos afiliados. O programa visa a reprodução e sustentação de uma população viável em cativeiro desta espécie ameaçada, que certamente, fez valer o esforço de cada quilômetro percorrido.

Os técnicos deixaram o Paraná com promessa de retorno e o agradecimento a toda equipe do Refúgio Biológico Bela Vista, em especial ao biólogo Marcos José de Oliveira que esteve sempre um passo a frente nos preparativos desse transporte.

Essa grande jornada só foi possível com a inestimável ajuda da Tetra Pak, que mais uma vez sem medir esforços em prol da conservação, amparou mais uma empreitada da AMC.








Associação Mata Ciliar participa de evento comemorativo do Aniversário do Parque da Cidade.



No último dia 21 de abril, o Parque da Cidade de Jundiaí completou 6 anos de sua fundação e para tal comemoração, a diretoria do parque organizou um dia repleto de atividades para os freqüentadores.



A Associação Mata Ciliar foi convidada para participar do evento e esteve presente em dois pontos do parque durante o evento. Em um deles, a AMC montou um estande para a apresentação do trabalho realizado pela ONG na cidade de Jundiaí e região, em um outro ponto, a AMC esteve com uma barraca para venda de bolos, doces, tortas e outros produtos alimentícios produzidos através de alimentos diferenciados.



Entre os pratos vendidos pelo pessoal da AMC, estava o brigadeiro de casca de banana, o bolo de beterraba, o rocambole de proteína de soja, entre outros. Os pratos tiveram uma aceitação excelente pelos visitantes do parque.



Gostaríamos de agradecer aos voluntários que ajudaram na produção dos pratos e que também estiveram no Parque no feriado para ajudar no atendimento. Ainda gostaríamos de agradecer a direção do Parque pelo convite e pelos dois espaços disponibilizados.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Curso de Manejo, Bem-estar e Conservação de Animais Silvestres - Participantes visitam o Instituto Butantan





















O módulo de Abril do Curso de Manejo, Bem-estar e Conservação de Animais Silvestres, realizado pela Associação Mata Ciliar em parceira com a WSPA, esteve presente no último dia 17 no instituto Butantan em São Paulo.





Os participantes tiveram a oportunidade de manejar espécies peçonhentas e de conhecer um pouco mais do trabalho realizado no Instituto, eles ainda assistiram a uma palestra sobre os animais que podem ser encontrados e os cuidados que se deve ter com cada um deles.



A Associação Mata Ciliar agradece a toda a equipe do Instituto Butantan , em especial ao Diretor do Museu Biológico, Dr. Giuseppe e ao biólogo Marcelo, por nos receberem tão bem e passar um pouco do seu conhecimentos para o nosso grupo.



Ainda agradecemos a Itabrás que gentilmente também colaborou para viabilizar esta visita ao Instituto.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Associação Mata Ciliar e Tetra Pak realizam oficinas sobre reciclagem para professores da região de Bragança Paulista.







No dia 13 de abril, os professores e coordenadores pedagógicos das escolas de 17 municípios da região de Bragança Paulista e técnicos da Casa de Agricultura da regional de Bragança Paulista tiveram a oportunidade de participar das Oficinas Pedagógicas. A ação, complementar do Projeto Cultura Ambiental nas Escolas, promovido pela Tetra Pak, pela Associação Mata Ciliar e pela CATI Regional de Bragança Paulista, teve como objetivo apresentar diversas informações sobre reciclagem, meio ambiente, coleta seletiva e cidadania.





Na oficina, os professores foram orientados sobre como trabalhar os temas em sala de aula e ainda recebem o kit de educação ambiental com cartilhas, livros, vídeo, cartaz e revista. De acordo com Fernando von Zuben, Diretor Executivo de Meio Ambiente da Tetra Pak, o projeto contribui com a formação dos jovens do ensino fundamental. “Fornecendo informações e ferramentas para que os professores auxiliem os estudantes, estimulamos a formação de uma visão mais abrangente a respeito da problemática dos resíduos sólidos”, completa Fernando.







Desde o início do projeto, em 2002, mais de cinco mil professores já participaram das 95 oficinas pedagógicas realizadas. Após o evento em Bragança Paulista, os encontros serão promovidos em Recife e em outros municípios de São Paulo, até meados de 2010.



segunda-feira, 12 de abril de 2010

Novo morador do Centro de Felinos






Na última quinta feira dia 1 de Abril, chegou a AMC o nosso mais novo morador, um filhote de Jaguatirica, macho, de aproximadamente 3 meses de idade.

O filhote foi encontrado próximo a cidade de Itapetininga e entregue a Polícia Militar Ambiental da cidade, segundo as pessoas que o encontraram, o animal estavam entre alguns troncos de árvores e sozinho.

A equipe da AMC acredita que a mãe possa ter saído para caçar, e o filhote, que é muito ativo, tenha saído do ninho quando se viu sozinho, sendo assim encontrado por essas pessoas.

O filhote se encontra em excelente estado, e agora está sob os cuidados da equipe de Veterinários e Biólogos da Associação Mata Ciliar.


Devido a essa retirada do animal da natureza que resultou na sua vinda até a AMC, o filhote, apelidado pela nossa equipe de Volt, ficará em cativeiro!



Ajude a Associação Mata Ciliar a manter seus projetos, saiba como em: www.mataciliar.org.br


sexta-feira, 9 de abril de 2010

Bicho Preguiça recebido pela AMC retorna a Natureza






Na última quarta-feira um bicho preguiça que havia sido recebido pela AMC foi solto de volta a natureza. O animal foi encontrado na beira da Rodovia Anhanguera e chegou a AMC em perfeitas condições de saúde, apenas um pouco assustado.



Após alguns dias sob observação da equipe da Associação Mata Ciliar, o animal foi liberado para soltura.


Abaixo segue o vídeo da reportagem realizada pela TV Tem sobre a soltura.




Clique na Imagem para ver a Reportagem realizada pela TV Tem sobre a Soltura.

terça-feira, 23 de março de 2010

Curso de Manejo, Conservação e Bem-estar de Animais Silvestres.



No último sábado dia 20 de março, foi realizado mais um módulo do Curso de Manejo, Conservação e Bem-estar de Animais Silvestres promovido pela AMC com o apoio da WSPA (World Society for the Protection of Animals).

Aproximadamente 20 instituições são beneficiadas com o curso entre elas: Centros de Controle de Zoonoses, Defesas Civis, Bombeiros, Polícias Ambientais, Guardas Municipais, entre outras, de várias cidades da nossa região como Jundiaí, Itupeva, Cabreúva, Itatiba, Cajamar, Campo Limpo Paulista, Várzea Paulista, Louveira, Campinas.

Nesse sétimo módulo, sendo 12 no total, o tema abordado foi a confecção de materiais de contenção, com um enfoque principal no modo de se fazer puçás e bastão para contenção de répteis, equipamentos estes imprescindíveis para contenção adequada de animais silvestres. Além da própria equipe técnica da AMC, pudemos contar com outros colaboradores e grandes amigos.
O Curso de Manejo, Conservação e Bem-estar de Animais Silvestres teve início em Agosto de 2009 e terá duração de um ano. Essa iniciativa da AMC de organizar tal curso, visa minimizar os efeitos maléficos que um manejo inadequado pode causar aos animais resgatados por essas instituições da nossa região, através não apenas da exposição de maneiras corretas de se realizar o manejo, mas também através de conhecimentos básicos sobre a biologia de cada grupo animal, otimizando, assim, os processos de captura, transporte e manejo dos animais resgatados.
Conheça os trabalhos realizados pela Associção Mata Ciliar e saiba como ajudar: